Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Feira de relógios de luxo em Genebra ignora crise
  • link: http://economia.uol.com.br/album/120116_relogios_album.htm
  • totalImagens: 7
  • fotoInicial: 1
  • imagePath: http://ec.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:direita
  • timestamp: 20130117123301
Fotos
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais
Os relógios de luxo parecem ter ficado de fora das consequências da crise econômica, algo que pode ser comprovado na 22º edição do Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, na Suíça, que vai até 20 de janeiro. O diretor comercial adjunto da Distribuidora Internacional de Alta Relojoaria (Diarsa), Alberto Brooking, explicou que no contexto europeu houve uma queda na venda de relógios de até 25 mil euros. No entanto, no caso das peças que superam os 150 mil euros, "houve um aumento substancial" Sandro Campardo/AP/Efe Mais

Feira de relógios de luxo em Genebra ignora crise

Mais álbuns de UOL Economia x

Veja mais:

Últimos álbuns de Economia



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos