Ações da Vale desabam com preocupações sobre crescimento chinês

Do UOL, em São Paulo

As ações da mineradora Vale operavam em forte queda nesta segunda-feira (15). Por serem papéis de grande peso na composição do principal índice da Bolsa, o Ibovespa, eles eram a principal influência de queda para o mercado brasileiro.

Por volta das 16h, as ações preferenciais (que dão prioridade na distribuição de dividendos) perdiam 4,37%, a R$ 31,49; as ações ordinárias (que dão direito a voto) recuavam 4,71%, a R$ 32,95.

O crescimento da China registrou uma leve desaceleração no primeiro trimestre de 2013, crescendo 7,7%. O valor representa 0,2% a menos que no período anterior, o que gera inquietações sobre a recuperação da segunda economia mundial.

Os dados foram divulgados nesta segunda pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONE).

Analistas afirmaram a desaceleração, assim como a fragilidade de outros índices econômicos, mostram perspectivas menos entusiasmadas sobre o crescimento da segunda maior economia global.

Em 2012, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês registrou alta de 7,8%, o menor resultado em 13 anos, e o governo tem para 2013 uma meta relativamente modesta de 7,5%.

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos