UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/10/2009 - 16h31

Dólar cai pelo segundo dia e vai a R$ 1,762, menor valor em mais de um ano

Da Redação
Em São Paulo
A cotação do dólar comercial encerrou esta segunda-feira em queda de 0,96%, a R$ 1,762 na venda, completando o segundo dia consecutivo de perdas. É o menor valor desde 8 de setembro de 2008, quando fechou em R$ 1,735. No ano, a moeda acumula desvalorização de 24,47%.

O Banco Central comprou dólares no mercado à vista e a taxa aceita para a operação ficou em R$ 1,7735 .

Segundo avaliação de analistas, o mercado trabalha com a expectativa de anúncios de novas operações que atraiam dólares para o país, como emissões de dívida e ofertas de ações. "A tendência de entrar dinheiro permanece", disse Moacir Marcos Júnior, operador de câmbio da corretora Finabank.

No fim de semana, o diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) para o Hemisfério Ocidental, Nicolas Eyzaguirre, alertou que o país precisará administrar o apetite cada vez maior dos investidores devido à "solidez de sua economia".

Nesta semana, as operações já anunciadas devem confirmar a entrada de mais recursos. As units do Santander Brasil, cuja oferta pode alcançar R$ 15,6 bilhões e se tornar a maior do mundo neste ano, estreiam na Bovespa na quarta-feira e têm recebido uma forte demanda, segundo fontes de mercado.

Entre as outras operações desta semana estão a oferta de ações da Gol, cuja reserva vai até terça-feira e pode chegar a R$ 1,63 bilhão, e a oferta de ações da Brookfield, cuja reserva começa na sexta-feira e pode ficar perto de R$ 500 milhões.

Entre as principais notícias do dia, pela primeira vez desde março, os analistas de mercado consultados pelo Banco Central projetaram alta para o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro neste ano. A expectativa é que a economia cresça 0,01%.

O Brasil se comprometeu a comprar bônus do FMI (Fundo Monetário Internacional) no valor de US$ 10 bilhões, o que coloca o país como credor da instituição pela primeira vez na história.

(Com informações de Reuters e Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host