UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 19h17

Medo de calote bilionário de Dubai faz Bolsa cair e dólar subir


Da Redação, em São Paulo

O medo de um calote de US$ 59 bilhões de Dubai (um dos sete emirados que formam os Emirados Árabes Unidos) afetou os mercados nesta quinta-feira. A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) caiu 2,25%, a 66.391,8 pontos.

A cotação do dólar comercial encerrou em alta de 1,39%, a R$ 1,75 na venda.

 

As ações da Petrobras e da Vale, que têm a maior influência no Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista), tiveram queda expressiva. A Petrobras encerrou em baixa de 2,53%, a R$ 38,45, enquanto a Vale cedeu 2,05%, a R$ 42,48.

A ausência de operações em Wall Street, em razão do feriado pelo Dia de Ação de Graças, reduziu o volume na Bolsa local.

O emirado de Dubai anunciou na noite de quarta-feira que pretende adiar o pagamento de parte da dívida bilionária de duas empresas, Dubai World e Nakheel. A notícia surpreendeu investidores, provocando um forte aumento da aversão a risco.

A estatal Dubai World tem dívidas de US$ 59 bilhões, informou em agosto sua subsidiária Nakheel. Esse montante representa grande parte da dívida total de Dubai, de US$ 80 bilhões.

"A Dubai World tem a intenção de pedir aos que estão entre os seis credores e aos credores da Najeel que esperem ao menos até 30 de maio de 2010 para o pagamento de dívidas vencidas ", afirmou em um comunicado o Fundo de Apoio Financeiro de Dubai, que vigia os efeitos da crise na economia do emirado.

(Com informações de AFP e Reuters)
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host