UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/03/2010 - 11h32

Bovespa opera instável nesta quinta-feira, e dólar sobe

Da Redação, em São Paulo

(Texto atualizado às 12h35)

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera instável nesta quinta-feira. Por volta de 12h30, o Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista) registrava leve queda de 0,06%, aos 69.936,25 pontos (siga gráfico da Bovespa com atualização constante). Veja ainda cotação das ações e fechamentos anteriores da Bolsa.

Instável, a cotação do dólar comercial tinha pequena alta de 0,06%, a R$ 1,773 na venda (veja gráfico com as últimas atualizações).

A cotação do euro subia 0,26%, a R$ 2,423 (gráfico).


Após acumular uma alta de 5%, o principal índice acionário brasileiro perdia força, acusando a influência negativa de Wall Street e das commodities por China, enquanto investidores conferiam os resultados do PIB doméstico de 2009.

Na véspera, o indicador subiu pela oitava vez em dez sessões, atingindo o pico em oito semanas. De acordo com profissionais do mercado, a pressão sobre os negócios vinha de duas frentes.

Numa, a China anunciou que sua inflação ao consumidor atingiu o pico em 16 meses em fevereiro. "O mercado está com um olho na China, preocupado com mais juros e menos crescimento", disse o economista-chefe do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, em relatório.

Em outra, a divulgação de que o número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos caiu ligeiramente menos que o esperado na semana passada servia de pretexto para realização de lucros em Nova York. O índice Dow Jones recuava 0,29%.

Na Bovespa, o embate entre as duas principais blue chips domésticas, com Petrobras em alta e Vale em queda, repetia a tendência recente, à medida que se aproxima o fim do prazo para o exercício de opções, na próxima segunda-feira.

No conjunto do mercado, prevalecia um leve movimento de realização de lucros, especialmente por parte dos estrangeiros, investidores que aumentaram sua exposição a ações da Bovespa em R$ 1,5 bilhão nos primeiros nove dias de março.

Confira também as cotações anteriores do dólar e de outras moedas em novo gráfico interativo.

(Com informações da Reuters)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host