UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/04/2010 - 16h36

Dólar termina o dia praticamente estável, vendido a R$ 1,777

Da Redação
em São Paulo

A cotação do dólar comercial fechou esta quinta-feira praticamente estável, com leve queda de 0,06%, a R$ 1,777 na venda. No mês, a moeda perde 0,22%. No ano, porém,  ainda acumula ganhos de 1,95%.

 

A moeda abriu os negócios de hoje em alta, mas começou a oscilar entre o positivo e o negativo no início da tarde, motivada pelo movimento das Bolsas, que passaram a subir depois dos comentários do presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, que afastou a possibilidade da Grécia dar um calote na dívida bilionária que possui. Ele disse também que não há motivos para não se confiar que o plano acertado para socorrer Atenas possa ser implementado caso haja necessidade.

Também contribuiu para alta dos mercados de ações as fortes vendas no varejo dos Estados Unidos, que subiram 9,1% em março e marcaram recorde. Após a divulgação, as ações de empresas do setor tiveram valorização considerável nos índices norte-americanos.

Com a melhora dos indicadores econômicos e o aumento da confiança das autoridades na economia, a exemplo da declaração de Trichet, os investidores tendem a buscar ativos mais arriscados, porém de maior retorno, como as Bolsas de valores, o que explica o desempenho positivo do mercado de ações hoje e a queda do dólar, que é considerado um investimento mais seguro.

No Brasil, sem a pressão dos grupos Educação e Transportes, a inflação oficial medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) desacelerou em março para 0,52%, após ter registrado alta de 0,78% em fevereiro. Apesar do abrandamento, o índice é o maior para março desde 2005, em razão da continuidade da pressão dos alimentos.

(Com informações de Reuters e Valor Online)

 

 

 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host