UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/04/2010 - 16h33

Dólar sobe a R$ 1,752 após cinco dias de queda

Da Redação, em São Paulo

A cotação do dólar comercial fechou esta quinta-feira em alta de 0,17%, a R$ 1,752  na venda,  interrompendo uma sequência de cinco dias de baixa. No mês, a moeda acumula perda de 1,63%. No ano, porém, o ganho ainda é de 0,52%.

 

O dólar operou em queda durante boa parte do dia. Para limitar a desvalorização, o Banco Central intensificou a atuação no mercado de câmbio e realizou dois leilões de compra de dólares no mesmo dia pela primeira vez em quase três anos.

A primeira operação foi feita entre 12h42 e 12h52, e a segunda aconteceu entre 15h09 e 15h19. É a primeira vez desde 13 de julho de 2007 que o BC compra dólares duas vezes no mesmo dia.

 "Um segundo leilão no mesmo dia é um sinal claro de que o Banco Central não está feliz com o atual nível (do câmbio). O mercado está certo em reagir", disse Tony Volpon, estrategista  do Nomura Securities, em Nova York.

Analistas explicam que a desvalorização do dólar é estimulada pela perspectiva de entrada de recursos no país, pela diminuição dos temores sobre a Grécia e pela ausência até agora de sinais claros de uma atuação do governo contra uma valorização excessiva do real.
 
Noticiário

Entre as principais notícias desta quinta-feira, os pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos subiram inesperadamente na última semana em 24 mil - o maior aumento em dois meses - para 484 mil.

O PIB (Produto Interno Bruto) da China cresceu 11,9% no primeiro trimestre deste ano. O valor ficou bem acima da expansão de 6% verificada em igual período de 2009. De acordo com economistas, este resultado pode levar a uma valorização da moeda do país, o yuan.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse que vai mandar uma equipe à Grécia para negociar sobre uma possível assistência sob um programa multianual.
 

(Com informações de BBC Brasil e Reuters)
 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host