UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/04/2010 - 16h43

Com nota pior de Grécia e Portugal, dólar sobe mais de 1% e fecha a R$ 1,765

Da Redação, em São Paulo

A cotação do dólar comercial fechou esta terça-feira em alta de 1,09%, a R$ 1,765 na venda. No mês, a moeda americana ainda acumulada baixa de 0,9%, enquanto no ano o ganho é de 1,26%.


O Banco Central começou hoje a reunião que define a nova taxa de juros (Selic). O mercado prevê que o Copom (Comitê de Política Monetária) vá aumentar os juros, por causa de preocupações com inflação. Fala-se num aumento de até 0,75%.

As más notícias vindas do cenário externo, com destaque para o rebaixamento das notas da Grécia e de Portugal pela agência de classificação de risco Standard & Poor's, deixaram a situação tensa.

A Standard & Poor's (S&P) rebaixou a nota do país em três pontos, de "BBB+" para "BB+", , fazendo com que o país perca o grau de investimento. Assim, a Grécia ficou em área "especulativa" para investimentos ("junk"). A perspectiva é negativa, o que significa que a S&P pode rebaixar o país novamente.

A dívida soberana de longo prazo de Portugal também foi rebaixada, de "A+" para "A-". O rating de crédito de curto prazo caiu de "A-1" para "A-2". As notas têm perspectiva negativa, ou seja, é possível que a classificação piore no futuro.

Para a instituição, a piora na classificação reflete os maiores riscos que Portugal enfrenta agora, com aumento da escassez de financiamento externo e pouca competitividade global.

(Com informações de Reuters e Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host