UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/06/2010 - 16h51

Dólar sobe a R$ 1,816, mas perde mais de 2% na semana

Da Redação, em São Paulo

A cotação do dólar comercial fechou esta sexta-feira em alta de 0,33%, a R$ 1,816 na venda, após três dias seguidos de perdas. A moeda acumulou queda de 2,31% na semana. No ano, ainda tem ganho de mais de 4%.

 O Banco Central fez novo leilão de compra de dólares, e a taxa definida para a operação ficou em R$ 1,8139.

O mercado de dólar passou por instabilidade durante o dia acompanhando o sobe e desce das Bolsas.  A taxa de câmbio havia caído nas três últimas sessões, refletindo uma melhora do cenário internacional após dados robustos sobre o comércio exterior na China e uma diminuição das surpresas ruins sobre a dívida de países europeus.

Em apenas um dia, investidores estrangeiros venderam quase US$ 1,5 bilhão nos mercados futuro e de cupom cambial, segundo dados da BM&FBovespa referentes a quinta-feira.

Mas, com o dólar perto de R$ 1,80 real, houve quem voltasse às compras, em uma aposta de que a volatilidade recente deve retornar em breve ao mercado. Quando há procura pela moeda, ela sobe.

"Tem gente pensando em antecipar algo pra aproveitar esse momento, até por causa da situação da Europa. A gente não sabe como vai ficar", disse Mario Battistel, gerente de câmbio da Fair Corretora.

Mudança de horários nos negócios


Devido aos jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2010,  o horário de funcionamento do mercado de câmbio será modificado.

No dia em que os jogos acontecerem às 15h30, a transação no interbancário eletrônico (PCAM380) estará disponível para o registro das operações até as 13h30 e para as respectivas confirmações até as 14 horas.

Já nos dias de jogo às 11 horas, a transação no interbancário eletrônico (PCAM380) estará disponível para o registro das operações das 9 horas até as 10 horas e confirmação até as 10h30. Passado o jogo, o registro das operações abre às 14h30 e vai até as 17 horas, com confirmação até as 17h30.

O BC ressalta, ainda, que entre as 10 horas e 14h30 o Sisbacen estará indisponível para registro de operações. A partir das 14h30 até as 17 horas os registros podem ser feitos normalmente, bem como as confirmações até as 17h30.

(Com informações da Reuters)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host