UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/08/2010 - 17h51

Ação da TAM dispara e tem maior alta do Ibovespa

Da Redação, em São Paulo

O acordo de fusão da TAM com a Lan Chile foi anunciado no fim do pregão da Bovespa, mas mesmo assim as ações da TAM tiveram grandes variações. As ações preferenciais (TAMM4), que recebem os dividendos em primeiro lugar, dispararam 27,64% e tiveram a maior alta do dia no Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista).

As ações ordinárias da TAM (que dão direito a voto e não estão no Ibovespa, mas participam da Bolsa) tiveram alta de 18,99%.

Com a fusão, a empresa brasileira deixará de ser listada nas Bolsas de Valores de São Paulo e Nova York. A LAN continuará a ter papéis negociados nas Bolsas de Santiago e de Nova York, e também Brazilian Depositary Receipts (BDRs) na Bovespa.

A TAM anunciou nesta sexta-feira que teve um prejuízo líquido de R$ 154,1 milhões no segundo trimestre. Nomesmo período do ano passado, havia registrado lucro de R$ 555,1 milhões.

A companhia registrou receita líquida de R$ 2,6 bilhões no trimestre passado, alta de 15,1% na comparação anual.

Balanço feito pela consultoria economática revelado nesta sexta-feira mostra que a TAM teve um dos maiores prejuízos no primeiro semestre entre 11 empresas de transporte aéreo regular de capital aberto dos Estados Unidos e América Latina.

No semestre, a TAM teve prejuízo de US$ 117,8 milhões. No mesmo período do ano passado, havia registrado lucro de US$ 435,9 milhões.

Hospedagem: UOL Host