UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/08/2010 - 10h09 / Atualizada 25/08/2010 - 14h49

Bolsa opera em baixa, e dólar sobe; siga gráficos interativos

Da Redação, em São Paulo

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em baixa nesta quarta-feira. Por volta das 14h45, o Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista) caía 1,27%, aos 64.327,63 pontos (siga gráfico da Bovespa com atualização constante). Veja ainda cotação das ações e fechamentos anteriores da Bolsa.

AÇÕES EM DESTAQUE

As ações da Cosan (CSAN3) estão em alta no Ibovespa, após a empresa anunciar a assinatura dos contratos definitivos para a criação da joint venture com a Shell, para união das operações de combustíveis e de açúcar e etanol produzidos a partir de cana-de-açúcar.
Também estão subindo as ações da petroquímica Braskem (BRKM5) e da mineradora MMX (MMXM3), de Eike Batista.

A cotação do dólar comercial tinha alta de 0,28%, a R$ 1,77 na venda  (veja gráfico com as últimas atualizações). A cotação do euro tinha ligeira valorização de 0,05%, a R$ 2,238 na venda (gráfico). Confira também as cotações anteriores do dólar e de outras moedas em novo gráfico interativo.

Em Wall Street, o índice Dow jones tem queda de 0,11%.

Bolsas internacionais

As principais Bolsas europeias fecharam em baixa, após novos dados econômicos que vieram piores do que as previsões nos Estados Unidos, incluindo o de vendas de casas e de encomendas de bens duráveis, que acirraram temores de reversão na retomada econômica do país.

Os mercados acionários na Ásia reagiram mal aos dados de vendas de imóveis residenciais usados nos Estados Unidos, divulgados na terça-feira (24).

As principais Bolsas da região fecharam no vermelho, com quedas que chegaram a ultrapassar 2%, após o governo americano informar que a comercialização de casas usadas declinou 27,2% em julho, para uma taxa anualizada ajustada sazonalmente de 3,83 milhões de unidades.

Petrobras

A principal divergência entre governo e Petrobras não é mais o valor do preço do barril de petróleo que será usado na capitalização da empresa, mas o cálculo do tamanho das futuras reservas de óleo da União que entrarão no negócio), informa reportagem da Folha de S. Paulo.

Segundo o jornal, um laudo contratado pela Petrobras aponta volume bem menor de petróleo nas áreas que a União entregará à empresa como sua parte na capitalização da petroleira em relação ao da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Destaques

Ainda nos Estados Unidos, o volume de solicitações de empréstimos imobiliários no mercado americano registrou elevação de 4,9% na semana finalizada em 20 de agosto, em relação à anterior, com ajuste sazona

Já na Ásia, o Ministério das Finanças do Japão não descarta realizar uma intervenção unilateral para frear as altas do iene, caso os movimentos de especulação sigam fomentando rápidas altas diárias, informou nesta quarta-feira o jornal "Nikkei".

Na Espanha, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) revisou os dados sobre o desempenho da economia do país em 2009, indicando que a recessão foi ainda mais forte. O Produto Interno Bruto (PIB) do país caiu 3,7% no ano passado. O dado anteriormente informado era de retração de 3,6%.

No Brasil, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) na cidade de São Paulo teve pouca alteração na terceira leitura do mês. Depois de abrir agosto com 0,2% de alta e manter essa taxa na medição seguinte, o indicador apresentou elevação de 0,21% no levantamento mais recente, mostrou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

E o diário britânico "Financial Times" publicou um artigo no qual diz que a Grécia deveria aprender com o Brasil "a lição de como um governo de centro-esquerda pode transformar o rigor fiscal em ganho político". 

(Com informações de Valor e Reuters)

Hospedagem: UOL Host