Não tem dinheiro para começar sua empresa? Veja como atrair um investidor

Márcia Rodrigues

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Encontrar um investidor não é uma tarefa fácil para o empreendedor que quer abrir o seu próprio negócio ou ampliar a sua empresa.

João Kepler, autor do livro "Educando Filhos para Empreender" e conselheiro da Anjos do Brasil, entidade de fomento ao investimento-anjo,  elaborou uma lista com sete dicas para atrair um investidor-anjo.

O investir-anjo é uma pessoa física que aplica dinheiro em empresas iniciantes, as chamadas start-ups.

Onde encontrar

Getty Images/iStockphoto

Primeiro é preciso saber como encontrar um investidor. Pode ser em eventos:

  • Campus Party
  • CIA (Congresso de Investimento-Anjo da Anjos do Brasil)
  • Case (Conferência Anual de Start-ups e Empreendedorismo), entre outros.

Também existem sites para cadastrar o seu projeto: 

"Não quer dizer que você vai apresentar ou cadastrar o seu projeto e já conquistar interessados, mas é uma vitrine importante."

Faça amizade antes de pedir dinheiro

Getty Images/iStockphoto

Descubra amigos em comum e peça para apresentá-los. "Eu dou prioridade para analisar projetos de pessoas que foram indicadas por amigos."

Outra dica é seguir o investidor nas redes sociais e, quando tiver mais intimidade, o chamar para conversar inbox. "A conversa deve ser curta e objetiva, seguindo mais ou menos esta linha: Olá fulano, tudo bem? Você sabia que as padarias têm um problema no forno tal, que eu resolvi assim? Te interessa? Podemos conversar?"

Não atire para todos os lados

Getty Images/iStockphoto

Os investidores conversam muito entre eles, por isso, apresentar o mesmo projeto para dois ao mesmo tempo pode prejudicar o andamento do negócio.

"Alguns empreendedores, no desespero de emplacar o seu projeto, acabam enviando e-mail para mailings prontos e isso acaba mostrando a sua ansiedade, o que não é legal." 

Resolver o problema de alguém

Thinkstock

Sua ideia deve resolver algum problema e contribuir com a sociedade ou algum setor. Após definir isso, é preciso fazer um protótipo e apresentar para um possível cliente.

Se a solução for para uma padaria, por exemplo, o ideal é validá-la com donos de estabelecimentos ou com o sindicato do setor. Veja se eles gostam do produto ou serviço e quanto pagariam por ele. Depois, é necessário documentar tudo e apresentar ao investidor.

"O investidor quer ter a certeza sobre a viabilidade do projeto. Uma simples apresentação não traz as garantias necessárias para ele se interessar e abraçar a sua ideia."

Investidores escolhem ideias por setor

Jirsak/iStock

Kepler diz que a maioria das feiras e eventos ligados, principalmente, a start-ups (empresas iniciantes de tecnologia) oferece espaço para empresários apresentarem seus projetos. No entanto, ele afirma que a busca por um investidor deve ser focada.

"Verifique quais investidores estão participando do evento. Eu, por exemplo, invisto em empresas do varejo. Não adianta me apresentar um projeto de educação, que não vou abraçá-lo."

Ele afirma que é importante verificar a biografia do investidor-anjo e ver em quais projetos ele já investiu, para avaliar se ele se interessaria pela sua ideia. "Converse com empreendedores que já receberam dinheiro dele. Eles vão falar como se apresentaram e podem até te indicar."

Não pressione o investidor

Peopleimages /iStock

Kepler diz que um dos grandes erros cometidos pelos empreendedores é pressionar o investidor. "Nunca diga que vai apresentar o negócio somente depois de assinar um contrato de confiabilidade. Nesse caso, mesmo que eu tivesse interesse no projeto, eu diria que não queria saber."

Segundo o especialista, o investidor não aprova o projeto logo que o recebe. "Ele demora, no mínimo, dois meses para dar a resposta. É uma espécie de casamento. Primeiro você paquera, depois namora e casa."

Em vez de pressioná-lo por uma resposta, o investidor sugere para o empreendedor mantê-lo sempre informado sobre o andamento da empresa. " Avise-o caso tenha conquistado um novo cliente ou tenha concluído o sistema que está projetando. Isso mostrará iniciativa e empenho."

Escolha um mentor

OwenPrice/iStock

Convide algum empresário, escritor, pensador para ser o mentor do seu projeto. Ele deve ser alguém que possa te ensinar e não, necessariamente, investir no seu negócio. Ele pode ser selecionado em um evento que o empreendedor participou, ouviu a sua história de sucesso e passou a admirá-lo.

Kepler afirma que o ideal é buscar alguém que o empreendedor admire e atue ou goste da área na qual ele deseja abrir o seu negócio. 

"Lá na frente ele pode gostar, entrar com o dinheiro ou indicar alguém para investir no seu negócio."

Start-ups apresentam projetos inovadores para o governo de SP

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos