Clube de investimentos
Sociedade que congrega investidores com a finalidade de operar no mercado de ações. Difere dos fundos mútuos de investimento por não haver obrigatoriedade de patrimônio mínimo. Administrados pelos próprios sócios, os clubes de investimento são supervisionados por sociedades corretoras que atuam nas bolsas de valores, podem operar com um número máximo de 150 cotistas. Embora seja tibutado da mesma forma que os fundos de ações regulamentados pela CVM, os clubes de investimentos apresentam custos menores por não exigirem auditoria.