Fundos Genéricos
São fundos regulamentados pelo Banco Central cuja composição de carteira livre, inclusive quanto ao uso de derivativos e alavancagem, podendo conter até 49% em ações e cotas de fundos regulamentados pela CVM (renda variável). Podem fazer alavancagem de patrimônio, o que aumenta o risco da aplicação. Nessa categoria passam a se enquadrar os fundos derivativos moderado e conservador. Alguns antigos renda mista e multicarteira podem ser enquadrados nessa categoria.