Mercado de Derivativos
Derivativos são contratos de compra e venda de ativos , com vencimentos em datas futuras e cujos valores derivam do preço e das características desses mesmos ativos no mercado à vista. Por exemplo, o valor de um contrato futuro de uma ação (derivativo) depende do valor dessa mesma ação negociada no mercado à vista (ativo-base). Nesse mercado, as liquidações física (entrega do ativo) e financeira (pagamento do preço estipulado no contrato) ocorrem em data futura, de acordo com o previsto no contrato. Através deste instrumento, busca-se, primordialmente, posições de "hedge", ou seja, proporcionar proteção a uma determinada carteira de investimento. Os derivativos também são utilizados por investidores que buscam ganhos acima dos praticados pelo mercado a vista. Os derivativos são negociados nos pregões da BM&F e, também, da Bolsa de Valores. A seguir, descrevemos exemplos de derivativos e seu ativo base correspondente. Ativos base: Recibo de Telebrás ? Derivativo: Opção de Telebrás; Ativo base: Taxa de Juros à vista ? Derivativo: Taxa de Juros Futura; Ativo base: Taxa de Câmbio à vista - Derivativo: Taxa de Câmbio Futura; Ativo base: Índice Bovespa ? Derivativo: Índice Futuro de Bovespa.