Bolsas

Câmbio

Comece já a planejar a declaração do IR 2007!

Do InfoMoney

SÃO PAULO - Semana passada a Receita Federal divulgou o 1º lote de restituição do IRPF 2006. E, para sua tristeza você não foi incluído nele. Preocupado não sabe ao certo o que aconteceu, se cometeu algum engano, ou se, por acaso, ainda será incluído em algum dos próximos lotes .

Uma coisa é certa: você se prometeu que não quer mais passar pela correria que foi a declaração deste ano. Mesmo tendo quase dois meses para entregar a sua declaração, você mais uma vez deixou para a última hora, e acabou atrasando o prazo de entrega.

Planejamento é a palavra de ordem
Além de ter que arcar com os encargos deste atraso, você agora se preocupa com a liberação da restituição, afinal levantou uma linha de antecipação de IR, já que a Receita prioriza a liberação de quem entregou no prazo. Já imaginou se a sua declaração é retida na malha fina? Como você irá arcar com o pagamento desta dívida?

Diante disto, fica claro que a forma correta para acertar as suas contas com o Fisco no prazo adequado é apenas se planejar ao longo do ano, mantendo tudo em ordem para não se atrapalhar na época. Veja nossas dicas para não ter que lamentar novamente no próximo ano.

Papelada em ordem
Muitas despesas são dedutíveis do IR, como gastos com saúde, educação, contribuições previdenciárias, com dependentes, doações a determinadas entidades, pagamento de pensão alimentícia, livro-Caixa etc.

Partindo do princípio que a maioria delas tem periodicidade mensal, imagine quantos recibos e notas fiscais você não terá que procurar se deixar tudo para última hora mais uma vez?

Portanto, trate de organizar tudo desde já, separando os recibos por categoria para facilitar consultas futuras. Não esqueça dos recibos de pagamento do carnê-leão, quando for o caso.

Cobre os Informes de Rendimentos
Os Informes de Rendimentos são essenciais para facilitar a declaração de IR. Nestes documentos, empregadores, outras fontes pagadoras, Previdência Social e bancos, por exemplo, resumem tudo o que foi pago a você, as contribuições feitas, saldo de contas etc. Ou seja, servem para compilar os dados que certamente você teria trabalho para juntar se tivesse que procurar um por um.

Os documentos são obrigatórios. Caso não receba até o final de fevereiro (as declarações começam a ser enviadas sempre em março), entre em contato com o responsável e exija explicações.

Simule o preenchimento
A Receita costuma liberar com antecedência uma versão teste da declaração do IR para um determinado ano. Aproveite esta fase e simule o preenchimento da sua declaração, escolhendo a melhor forma de envio, se pelo modelo simplificado ou completo.

Como a entrega só é liberada em março, você tem liberdade total para fazer os testes sem o medo de declarar algum dado de forma errada. Assim, você estará pronto para declarar entre os primeiros contribuintes, garantindo o recebimento mais rápido da sua restituição do imposto, se houver, é claro.

O que muda em 2007
Não se esqueça que, desde 1º de fevereiro, vigora a nova tabela do IR, corrigida em 8%. As mudanças não chegaram a atingir as declarações de 2006, já que esta era referente aos rendimentos auferidos no ano passado, quando ainda vigorava a antiga tabela.

Entretanto, a partir de 2007, lembre-se que os novos valores serão considerados na sua declaração. O teto de isenção do imposto, por exemplo, sobe de R$ 1.164 por mês para R$ 1.257,12, enquanto na tabela anual ele passou de R$ 13.968 para R$ 14.992,32.

O mesmo vale no caso das despesas dedutíveis, que também foram ajustadas em 8% a partir deste ano. Com isto, os gastos mensais com dependente sobem de R$ 117 para R$ 126,36, com educação de R$ 2.198 para R$ 2.374 por ano, enquanto a parcela isenta dos aposentados com mais de 65 anos sobe de R$ 1.164 para R$ 1.217,12 na declaração do IR 2007.

Na declaração simplificada, o desconto padrão de R$ 10,3 mil sobre o rendimento tributável para se definir a base de cálculo do IR, também sobe para R$ 11,124 mil.

O tempo é grande. Acertar as contas com o Leão agora só em 2007, mas não custa nada começar desde hoje em se tornar um contribuinte para organizado e cuidadoso com suas obrigações. O esforço vai valer a pena. Boa sorte!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos