Bolsas

Câmbio

Bolsa de Tóquio fecha em alta de 1,6% puxada por papéis de tecnologia

Tóquio - A Bolsa de Tóquio fechou em alta com a demanda dos investidores estrangeiros por blue chips de tecnologia, como Sony e Panasonic, num pregão em que a frenética negociação dos papéis da Japan Airlines estabeleceu um volume recorde para ações de uma única empresa, com mais de um bilhão de ações negociadas. O índice Nikkei 225 subiu 172,65 pontos, ou 1,6%, e fechou aos 10.907,68 pontos, o nível mais alto desde o começo de outubro de 2008.

O gigantesco volume negociado de papéis da Japan Airlines (JAL) respondeu por mais de um terço das ações negociadas no pregão de Primeira Linha da Bolsa de Tóquio. As ações da companhia aérea avançaram 1 iene (+14,3%) depois de terem fechado no limite diário de queda nos dois pregões anteriores ante a expectativa de que a JAL, enfrentando um pedido de concordata, seja excluída da bolsa.

De acordo com um trader, o volume negociado de ações da JAL provavelmente incluiu compras especulativas por parte de investidores individuais que apostam na remota possibilidade de que a ação seja mantida na Bolsa. Ele observou que, mesmo considerando o cenário de exclusão, os especuladores deverão continuar brincando com as ações até que elas sejam tiradas fisicamente do mercado. Pelas regras da Bolsa de Tóquio, isso leva um mês e um dia a partir da comunicação oficial.

As informações são da Dow Jones

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos