Bolsas

Câmbio

BM&FBovespa eleva fatia na maior Bolsa global

A BM&FBovespa anuncia hoje o aumento de sua participação no americano CME Group, a maior Bolsa do mundo, de 1,8% para 5% do capital. A operação vai custar à empresa brasileira cerca de US$ 1 bilhão (o equivalente a R$ 1,8 bilhão). As duas instituições também vão desenvolver conjuntamente uma plataforma de negociação para todos os mercados em que atuam: ações, derivativos, câmbio, renda fixa, etc.

 

Em 2008, a BM&FBovespa e o CME firmaram um acordo que previa, entre outros pontos, que investidores de uma Bolsa pudessem fazer negócios na outra. Na ocasião, o CME comprou 5% da bolsa brasileira. Com a transação, que será detalhada hoje, as participações de uma instituição na outra passam a ser iguais.

O CME Group é a maior Bolsa do mundo, formada a partir da fusão da Chicago Mercantile Exchange (CME) com a Chicago Board of Trade (CBOT) e a New York Mercantile Exchange (Nymex). Mas, diferentemente da BM&FBovespa, não transaciona ações, apenas derivativos (como contratos futuros de produtos agrícolas e indicadores financeiros).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos