Bolsas

Câmbio

Integração de Bovespa e BM&F depende de órgãos reguladores

Da Redação

Em São Paulo

A integração de Bovespa Holding e BM&F, que criará uma empresa chamada provisoriamente de Nova Bolsa, ainda deverá ser submetida à apreciação de órgãos reguladores, como a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), o Banco Central e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Em comunicado anunciado na terça-feira (25), a Bovespa e a BM&F anunciaram a criação de um Comitê de Transição que deverá indicar o novo presidente do Conselho de Administração e o novo diretor geral, para eleição pelo próprio conselho.

Enquanto os novos nomes não são indicados, os atuais presidentes dos Conselhos de Administração de cada companhia ficarão à frente, como co-presidentes, do conselho da Nova Bolsa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos