Bolsas

Câmbio

Orçamento terá corte de R$ 20 bi; definição sai em alguns dias, diz Mantega

Da Redação

Em São Paulo

O governo vai fazer um corte de R$ 20 bilhões no Orçamento da União para compensar a perda de arrecadação com o fim da CPMF. As definições do que será cortado devem ser divulgadas nos próximos dias.

A informação foi divulgada pela Agência Brasil, órgão oficial de comunicação do governo federal.

O Orçamento foi sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 24 de março e prevê despesas totais de R$ 1,36 trilhão, incluindo o refinanciamento da dívida pública e os investimentos das empresas estatais

Logo depois do fim da CPMF, estimativas do governo e do Congresso apontavam para a necessidade do corte de R$ 20 bilhões.

Depois, no entanto, o cálculo foi refeito e se falou em cortar R$ 12,26 bilhões.

Na seqüência, as notícias eram de que os R$ 20 bilhões seriam a alternativa de corte mais radical, mas havia a possibilidade de ser menor. Agora, parece que o governo bateu o martelo nos R$ 20 bilhões.

Segundo a agência, a nova estimativa é do ministro da Fazenda, Guido Mantega. A agência informa que o ministro disse que o decreto com a programação orçamentária será divulgado nos próximos dias.

Mantega, ainda conforme a Agência Brasil, afirmou que a prioridade do governo agora são os cortes nos gastos correntes (custeio da máquina pública) e a política industrial, com o programa de aceleração das exportações.

"Precisamos dar sustentabilidade ao crescimento [econômico], para que seja sustentável", disse o ministro à Agência.

Mantega declarou também que é importante a política de aceleração das exportação para garantir uma conta corrente positiva com o exterior.

De acordo com ele, os países em desenvolvimento se fortaleceram por terem grande capacidade exportadora, segundo relato da Agência Brasil.

O ministro também citou "medidas prudenciais", como a desoneração de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para as exportações e a permissão para que os exportadores deixem o total de dólares no exterior por um período mais longo.

Mantega fez as afirmações da durante a primeira reunião do ano do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, no Palácio do Planalto.

(Com informações da Agência Brasil)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos