Trichet: crescimento global resiste graças a emergentes, mas risco de inflação persiste

Da Redação
Em São Paulo

O crescimento mundial continua forte graças à resistência dos mercados emergentes, mas os riscos de uma escalada dos preços em nível global são significativos, disse o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, hoje, na Basiléia, Suiça. Trichet preside reunião bimestral do G10, grupo que reúne os países mais industrializados do mundo.

A inflação global seria impulsionada pela alta nos preços de alimentos e commodities, como petróleo, energia e matérias-primas. Essa tensão inflacionária, segundo o presidente do BCE, é observada em "todas economias, sem exceção".

"Observamos um crescimento contínuo a um nível importante, mas um pouco mais frágil que no ano anterior", afirmou Trichet.

Diretores de bancos centrais que participaram da reunião do G10 notaram uma melhora em certos segmentos de mercado - entre eles, ações e taxas de permuta de crédito -, porém, as tensões persistem mesmo com os esforços dos bancos em ações de liquidez. Eles avaliam que a instabilidade pode ser causada pelo desejo de investidores de se ater às reservas de caixa, ainda que o risco no crédito tenha diminuído.

(Com informações de France Presse e Reuters)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos