Análise: aumento das importações de equipamentos é positivo, diz economista

Da Redação
Em São Paulo

O balanço de pagamentos brasileiro apresentou em abril déficit em conta corrente de US$ 3,31 bilhões. Um ano atrás, a conta corrente foi superavitária em US$ 1,806 bilhão. Em 12 meses, déficit foi de US$ 14,655 bilhões, ou 1,08% na relação com o Produto Interno Bruto (PIB) para aquele período.

Conta corrente do país tem déficit de US$ 3,31 bilhões em abril

De janeiro a abril, o déficit acumulado situou-se em US$ 14,068 bilhões, correspondente a 3,09% do PIB nesse intervalo. Em mesmo período de 2007, o resultado foi superavitário em US$ 2,047 bilhões (0,49% do PIB).

Para o economista Raul Velloso, especialista em contas públicas, o dado divulgado pelo Banco Central não traz reflexos imediatos para a economia brasileira, mas revela um dado importante: o aumento das importações de máquinas e equipamentos.

VEJA A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA

"E através das importações mais elevadas que o país está retomando sua capacidade de crescimento, pois boa parte destas importações é de maquinas e equipamentos, que estão vindo para modernizar e ampliar nossas fábricas. E é isso que nós mais precisamos", afirmou o economista.

Segundo Velloso, o Brasil continua exportando muito, mas gora está importando muito mais.

"Nós agora estamos tendo um déficit na conta corrente, mas o país está com a credibilidade muito alta nos mercados internacionais, tem financiamentos de longo prazo para este déficit, que são os investimentos diretos que estão vindo, e não podemos nos esquecer que nós temos cerca de US$ 200 bilhões no caixa para qualquer necessidade emergencial", disse Velloso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos