Bolsas

Câmbio

Comércio de grande porte empregou mais e pagou salários menores em 2006, diz IBGE

Da Redação
Em São Paulo

Empresas comerciais de grande porte (que empregam 250 pessoas ou mais) abriram mais vagas de emprego, mas diminuíram os salários médios de seus empregados entre 2000 e 2006, aponta pesquisa divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de geografia e Estatística).

Segundo dados da Pesquisa Anual do Comércio, em 2006, o Brasil contou um total de 1.066 grandes empresas no comércio, que empregaram 1,2 milhão de pessoas. Foi um aumento de 1,9% em relação a 2000.

O volume de sálarios, retiradas e outras remunerações, porém, caiu de 26,5% para 23,5% da receita operacional líquida - que, por sua vez, ficou em R$ 382,6 bilhões dois anos atrás.

O varejo, principal atividades entre as grandes empresas nos dois anos em que as estatísticas foram colhidas, teve uma queda de participação no setor de 66,9% em 2000 para 59% em 2006. Também é a área de atuação que mais empregou, somando em média 1.464 pessoas por empresa.

Hipermercados e supermercados foram atividades de maior presença em 2006, e o comércio de veículos, peças e motocicletas foi a que mais cresceu em número de empresas.

As empresas que geraram maior receita operacional líquida foram as atacadistas, com destaque para a distribuição de combustíveis e lubrificantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos