Bolsas

Câmbio

Saiba os melhores setores para investir, segundo economistas

Da Redação
Em São Paulo

Uma boa carteira de investimentos em Bolsa deve conter ações de bancos, mineração, siderurgia e energia.

Essa é uma avaliação compartilhada por cinco economistas consultados pelo UOL a respeito de aplicações em ações num momento instável como o atual.


Como o Brasil sempre teve índices de inflação elevados, os bancos tiveram que aprender a lidar com esse fenômeno, fato que souberam fazer muito bem, segundo os economistas, o que resulta em lucros cada vez mais altos reportados pelas instituições financeiras do país.

"Penso que o preço das ações dos bancos brasileiros está muito mais baixo hoje do que deveria estar, comparando-se com os papéis bancários no exterior. Os bancos souberam ganhar dinheiro com a inflação alta e vão saber muito mais ganhar com a inflação baixa, por isso, os papéis tendem a se valorizar", diz o economista do Ibmec São Paulo Ricardo Humberto Rocha.

"Investir em banco no Brasil sempre é um bom negócio. Ainda existem muitas famílias no país sem acesso ao crédito, e os bancos vão trabalhar para melhorar isso e ainda vão ganhar muito", afirma o conselheiro do Corecon-SP (Conselho Regional dos Economistas de São Paulo) Cláudio Gonçalves dos Santos.

No caso das empresas de energia, os economistas afirmam que se trata de boa oportunidade, pois o setor está em alta no Brasil e guarda perspectivas de crescimento, sobretudo com o aumento da demanda por petróleo e a necessidade de os países criarem fontes energéticas alternativas.

"Energia é um setor estratégico, que tem investimentos sólidos, com planos longínquos", diz Edmauro Oliveira, professor da Fecap (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado).

No caso de siderurgia, a opinião dos economistas é que, por ser um segmento que oferta produtos necessários a qualquer economia, enquanto o PIB do mundo estiver crescendo, as empresas que vendem aço e derivados também estarão bem.

"O mundo não vive sem siderurgia. Só precisamos saber como vai ficar o desempenho da economia chinesa após as olimpíadas, já que o país fez um esforço muito grande para o evento existir e ainda não sabemos qual a perspectiva para o país", diz Rocha.

Segundo os entrevistados, a mesma análise vale para o setor de mineração.

"A china é o maior mercado consumidor de commodities do mundo. Enquanto a economia chinesa estiver bem, as mineradoras também estarão lucrando. Mas é importante saber que não se pode ter certeza de que esse cenário bom vai perdurar por muito tempo. O difícil é adivinhar o futuro", avalia Oliveira.

(Ana Carolina Lourençon)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos