Brasil entra para o "clube dos credores" do FMI, anuncia Mantega

Da Redação

Em São Paulo

O Brasil fará parte do grupo de países que financia regularmente as operações do Fundo Monetário Internacional (FMI). A informação foi confirmada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, nesta quinta-feira.

"Agora estamos entrando no clube de credores do FMI", disse Mantega a jornalistas. Segundo ele, o Brasil foi convidado para ajudar a financiar a instituição, o que seria um sinal de que o país é "sólido".


O Brasil colocará à disposição do FMI US$ 4,5 bilhões, mas Mantega acredita que será "muito difícil" haver necessidade de o FMI usar todo esse montante.

O aporte de recursos não afetará o nível das reservas internacionais do Brasil, mas apenas sua composição. O país utilizará as reservas para adquirir um ativo do FMI denominado Direito Especial de Saque.

A entrada no plano de transações financeiras do Fundo não exclui a decisão do país de colaborar com cerca de US$ 10 bilhões para elevar a capacidade de financiamento do organismo em meio à crise global. Esse aporte foi decidido também por outros países na reunião do G20.

(Com informações da Reuters)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos