Bolsas

Câmbio

Mantega diz que cortará gastos se necessário para pagar juros

Da Redação

Em São Paulo

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta terça-feira que o governo vai cortar mais gastos, se for necessário, para manter-se dentro da meta de superávit primário.

O superávit primário é a diferença entre a receita e a despesa do setor público, sem contar os gastos com pagamento dívida.

14.jul.09 - Alan Marques/Folha Imagem
Mantega: promessa de garantir pagamento de juros
UOL ECONOMIA
Na prática, trata-se do dinheiro que os governos reservam para pagar juros.

A meta para este ano é que esse montante equivalha a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

"Para obtermos esse superávit, já foi necessário fazermos cortes de gastos. E, se necessário for, faremos mais reduções de gastos até o final do ano para mantermos esse objetivo, para cumprirmos esse resultado fiscal este ano", disse a jornalistas.

(Com informações da Reuters)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos