Bolsas

Câmbio

Belluzzo diz que fica no Palmeiras e não presidirá Banco Central

Sílvio Guedes Crespo

Em São Paulo

O economista Luiz Gonzaga Belluzzo, atual presidente do Palmeiras, disse em entrevista ao UOL que não assumiria o Banco Central no ano que vem porque quer terminar seu mandato à frente do clube paulista.

Belluzzo confirmou que, no ano passado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva o convidou para substituir o presidente do BC, Henrique Meirelles, que pensa em se candidatar a algum cargo eletivo em 2010.

O projeto do governo era de que Belluzzo assumisse a principal cadeira do BC já em 2008.


BELLUZZO: 'TOMEI OUTRO RUMO'
COMENTE ESTE TRECHO
ENTREVISTA NA ÍNTEGRA
No entanto, com o aumento da inflação no primeiro semestre, seguido da crise financeira internacional no segundo, o governo considerou que aquele não seria um bom momento para mexer na presidência da instituição.

"O presidente achou conveniente, e eu também, que isso fosse postergado", conta Belluzzo.

Na última quarta-feira (6), Meirelles disse que pode ser candidato em 2010, o que lhe forçaria a deixar a presidência do Banco Central no final de março.

Mesmo se isso ocorrer, Belluzzo diz que não assumirá o comando do BC. "Tomei outro rumo, assumi a presidência do Palmeiras; não posso abandonar as coisas na metade."

Receba o Giro UOL por e-mail

Em duas edições diárias, um resumo das notícias mais importantes para começar e terminar o seu dia. É só deixar seu e-mail e pronto!

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos