Lucro da CSN dispara 2.775% no 3º tri, para R$ 1,150 bi

Da Redação, em São Paulo

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) obteve lucro líquido de R$ 1,150 bilhão entre julho e setembro de 2009, um aumento de 2.775% em relação aos R$ 40 milhões registrados em igual período de 2008. Comparado aos R$ 335 milhões alcançados no segundo trimestre de 2009, o crescimento é de 243%.

Segundo a empresa, o avanço expressivo na base trimestral refletiu a melhoria no resultado operacional bem como a venda de uma fatia da Namisa para o grupo nipo-coreano Big Jump Energy Participações, e seu impacto nos números da CSN.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 992 milhões, com elevação de 36% no comparativo com o segundo trimestre de 2009 (R$ 728 milhões), por causa "do aumento no volume de produtos siderúrgicos e redução nos custos de produção do aço". O montante acabou, no entanto, 53% inferior aos R$ 2,090 bilhões dos três meses até setembro do ano passado.

A CSN verificou ainda receita líquida de R$ 2,986 bilhões no terceiro trimestre, contra os R$ 2,492 bilhões dos três meses imediatamente anteriores e ante os R$ 4,029 bilhões de um ano antes.

De julho a setembro deste calendário, o volume comercializado de aços planos pela empresa correspondeu a 1,320 milhão de toneladas, uma ampliação de 39% no confronto com o segundo trimestre e acréscimo de 4% na comparação com o terceiro trimestre de 2008.

(Com informações do Valor Online)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos