Bolsas

Câmbio

Receita Federal aperta o cerco a empresas devedoras

Daniel Lima, da Agência Brasil

Brasília - A Receita Federal adotou novas medidas para coibir que empresários tentem receber indevidamente impostos e contribuições federais já pagos (créditos tributários). Na última quinta-feira (17), o Fisco já tinha anunciado medidas para fechar o cerco a empresas devedoras.

Hoje, o Diário Oficial da União publicou instrução normativa que permite à Receita aumentar a penalidade para o contribuinte que não comprovar a legitimidade ou suficiência de crédito tributário informado na declaração de compensação. A multa nesses casos será de 75% sobre o imposto devido.

Outra mudança com a instrução normativa é sobre a utilização indevida nas compensações de créditos relativos a PIS e Cofins. A partir de agora, segundo a norma, o pedido de ressarcimento e a declaração de compensação somente serão recepcionados pela Secretaria da Receita Federal após apresentação do arquivo digital de notas fiscais que comprovem as operações que geraram débitos ou créditos para o empresário.

Passo a ser exigida ainda assinatura digital para as Declarações de Compensação e para os Pedidos de Restituição, com exceção dos créditos "decorrentes de pagamentos indevidos ou maior, ou de contribuições previdenciárias, além dos Pedidos de Ressarcimento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos