Bolsas

Câmbio

Marabraz compra Mappin, e marca deve voltar a funcionar até 2013

Da Redação ,em São Paulo

Falida em 1999, a rede de departamentos Mappin pode voltar a funcionar em até três anos, sob o comando da Marabraz, que adquiriu os direitos da marca por R$ 5 milhões em um leilão judicial no final do ano passado.

O Mappin funcionava como um magazine e vendia desde móveis até roupas, brinquedos e calçados. A Marabraz é uma loja de móveis e eletrodomésticos destinada ao público de classes C,D e E. A empresa deu início a suas atividades em 1987 sob o comando de Abdul Hadi Mohammed Fares.

A assessoria de imprensa da loja afirma que ainda está em estudo se o Mappin voltará a ter os mesmos nome, foco de negócios e público-alvo. Mas antecipa que a gestão das duas marcas será feita de forma "absolutamente independente".

O leilão aconteceu no dia 12 de novembro e a marca Mappin foi avaliada em R$ 12 milhões. Adiel Fares, filho do dono da Marabraz, arrematou a rede por menos da metade do preço. Em 2007, houve uma tentativa de venda da marca, mas sem êxito, já que não teve interessados.

Em 1996, o Mappin foi comprado por Ricardo Mansur, mas faliu três anos depois porque o empresário se afundou em dívidas e não conseguiu levantar dinheiro para quitar os compromissos que fez enquanto dono da marca que atingiram cerca de R$ 1,2 bilhão.

(Com informações da Agência Estado)
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos