Bolsas

Câmbio

BC estima dívida externa em US$ 202,5 bilhões e reservas de US$ 239 bilhões

Stênio Ribeiro

Da Agência Brasil

Brasília - O Banco Central (BC) estima que a dívida externa do Brasil tenha chegado a US$ 202,5 bilhões no encerramento de 2009, com redução de US$ 2,407 bilhões em relação à posição estimada no mês anterior e aumento de US$ 4,165 bilhões na comparação com os US$ 198,340 registrados no final de 2008.

Os números foram divulgados hoje (20) pelo chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, ao apresentar o Relatório do Setor Externo referente ao mês de dezembro. Ele disse que "houve sensível melhora" no alongamento da dívida ao longo do ano passado.

A dívida de médio e longo prazos soma atualmente US$ 171,930 bilhões, equivalentes a 84,9% da dívida total, enquanto os compromissos de curto prazo (até 12 meses) somam US$ 30,575 bilhões, ou 15,1% do total. No final de 2008, essas relações percentuais eram, respectivamente, de 81,62% e 18,38%.

Altamir disse que o alongamento da dívida, no mês passado, ocorreu principalmente por negociações de agências governamentais, no valor de US$ 3,3 bilhões, e pela redução, na dívida de curto prazo,das obrigações em moeda estrangeira dos bancos comerciais, relativas a financiamento comercial.

Pelas contas do BC, as reservas internacionais brasileiras cresceram US$ 32,248 bilhões no ano passado: passando de US$ 206,806 bilhões, em dezembro de 2008, para US$ 239,054 no final de 2009. O aumento deveu-se basicamente às compras de dólares, pelo BC, no mercado à vista, à valorização do real em relação à moeda norte-americana e ao retorno de operações de empréstimo em moedas estrangeiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos