Bolsas

Câmbio

Alemanha e França terminam 2009 com maior recessão desde a 2ª Guerra

Da Redação, em São Paulo

Em 2009, Alemanha e França registraram a pior contração de suas economias desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Segundo informações divulgadas nesta sexta-feira, o PIB (Produto Interno Bruto) da França caiu 2,2% no ano passado, a maior queda anual desde 1945.


A economia da Alemanha, por sua vez, recuou 5% em 2009, também a maior baixa desde o início do pós-guerra.

No quarto trimestre do ano passado, a França cresceu 0,6%, após uma expansão de 0,2% registrada nos três meses imediatamente anteriores. Enquanto isso, o PIB alemão não mostrou crescimento em igual período.

As despesas de consumo dos franceses avançaram 0,9% nos três meses até dezembro de 2009 e a formação bruta de capital fixo, um indicativo de investimento, cedeu 1,2%. No terceiro trimestre do mesmo calendário, houve alta de 0,1% e recuo de 1,4% nesta ordem.

As exportações avançaram 0,5%, mas as importações cresceram mais (3,3%).

No caso da Alemanha, a notícia foi recebida pelos analistas como um balde de água fria, já que havia uma projeção de crescimento para o PIB daquele país.

"O consumo interno e o nível de investimentos caíram e frearam o crescimento econômico", informou o departamento alemão em uma nota divulgada nesta sexta-feira.

Recuperação
Com o resultado ruim, aumenta a apreensão na Alemanha com o desempenho da economia do país em 2010.

Até agora, um esquema de subsídios governamentais para empresas, que reduzem a carga horária sem demitir empregados, evitou que o desemprego aumente consideravelmente no país.

No entanto, analistas esperam uma elevação na taxa de desemprego neste ano já que em muitas empresas o período coberto por esse programa estatal está perto do fim.

O setor industrial alemão já registrava em dezembro de 2009 uma redução de 4,5% no número de vagas comparado ao mesmo mês do ano anterior.

Apesar dos perigos para a economia, o governo alemão ainda espera que a economia cresça em 1,4% neste ano. No entanto o presidente do banco central alemão, Axel Weber, disse que o PIB poderá se retrair no primeiro trimestre de 2010.
 

 

(Com informações de BBC e Valor Online)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos