Bolsas

Câmbio

BNDES prepara estrututra para apoiar internacionalização de empresas brasileiras

Alana Gandra

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está tomando providências para preparar no exterior uma estrutura que permita prestar um apoio efetivo às empresas brasileiras que queiram se internacionalizar. O processo visa também a atrair investidores estrangeiros para o país.

A informação foi dada nesta sexta-feira (12) à Agência Brasil pelo chefe da área internacional do BNDES, Leonardo Botelho. Segundo ele, o primeiro passo para a internacionalização do banco foi dado no ano passado, com a abertura da subsidiária BNDES Limited em Londres.

"A ideia é aumentar a presença do BNDES junto a mercados financeiros e a investidores internacionais para poder servir como um ponto de referência para informações sobre ambiente de negócios brasileiros e facilitar a internacionalização das empresas [nacionais]", afirmou.

A subsidiária de Londres constitui, na definição de Botelho, um ponto de observação muito importante. "A partir de Londres, a gente já tem feito vários contatos com investidores e o mercado financeiro e tem visto o interesse dessas companhias no Brasil. E estamos começando a identificar oportunidades de negócios tanto no caminho do Brasil, na atração de investimentos, como na internacionalização das empresas."

Botelho destacou que a subsidiária do BNDES no Reino Unido, apesar de ser uma empresa de participações, não atua com característica de instituição financeira. Isso significa que ela não pode conceder crédito às empresas. "A partir da subsidiária, a gente vai avaliar qual vai ser a estrutura mais adequada para o BNDES poder oferecer o suporte, seja via crédito ou participações, a empresas brasileiras que pretendam se internacionalizar", explicou.

Ainda está indefinido se isso será feito diretamente em Londres ou por meio de uma estrutura que a subsidiária vier a constituir. "Estamos avaliando qual é o melhor caminho para apoiar as empresas brasileiras."

O BNDES contratou uma consultoria para auxiliá-lo nesse processo de internacionalização. A expectativa é que o processo será concluído até o final deste ano. Botelho também salientou que a estrutura de suporte às empresas do Brasil no exterior terá de passar pela aprovação das autoridades de supervisão locais. "Em determinadas praças, ele toma mais tempo. A gente acredita que em Londres seja bem mais rápido."

A linha de crédito criada pelo BNDES em 2005 para apoio a operações de internacionalização de empresas brasileiras desembolsou até o ano passado R$ 8 bilhões, englobando os setores de agroindústria, bens de capital, construção e engenharia, eletroeletrônica, energia, serviços técnicos diversos e tecnologia da informação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos