Variação de preço de medicamentos supera 400% em São Paulo

Da Redação, em São Paulo

Levantamento feito pela Fundação Procon, vinculada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, aponta diferenças de até 421,16% entre os medicamentos genéricos e de até 123,46% entre os medicamentos de referência. A pesquisa foi realizada entre os dias 3 a 5 de março, em 15 drogarias de São Paulo. e envolveu 99 medicamentos.

Com relação aos remédios genéricos, a pesquisa concluiu que comparando-se os preços médios dos genéricos com os de referência de mesma apresentação, os primeiros são, em média, 54,39% mais baratos do que os de referência, o que pode representar uma grande economia ao bolso do consumidor.

Por exemplo, o medicamento genérico cloridrato de fluoxetina – 20 mg, com 28 cápsulas, foi encontrado com valor 72,36% mais barato que sua versão de referência.

Na comparação entre preços de medicamentos de referência e genéricos, a diferença pode ser "exorbitante", segundo a Fundação Procon.

Maior diferença entre os medicamentos de referência:
Diferença: 123,46%
Medicamento: Valium (Diazepam) - Roche (10 mg)
Maior preço: R$ 9,05
Menor preço: R$ 4,05

Maior diferença entre medicamentos genéricos:
Diferença: 421,16%
Medicamento: Diclofenaco Sódico (50 mg)
Maior preço: R$ 9,85
Menor preço: R$ 1,89
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos