Bolsas

Câmbio

Fundos de pensão vão participar de licitação da Usina de Belo Monte

Ivan Richard e Yara Aquino

Da Agência Brasil

Brasília – O governo confirmou nesta segunda (12) a participação dos fundos de pensão na licitação para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará, prevista para o próximo dia 20. Segundo uma alta autoridade da Casa Civil, os fundos entrarão no leilão para equilibrar a disputa entre os consórcios.

Na última sexta-feira (9), o ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, afirmou que pelo menos dois consórcios estarão na disputa. Um é formado pela construtora Andrade Gutierrez e pelas empresas Vale, Votorantim e Neoenergia, e outro, por empresas que se habilitaram de forma avulsa.

A possibilidade de participação dos fundos de pensão ganhou força após a desistência das empresas Odebrecht e Camargo Corrêa, que formavam um consórcio. As empresas não cadastraram o consórcio para a chamada pública da Eletronorte referente ao leilão da usina que foi encerrado na última quarta-feira (7).

Orçada em R$ 19 bilhões pelo governo e com capacidade de produção de 11.200 megawatts, Belo Monte será a terceira maior hidrelétrica do mundo.

Receba o Giro UOL por e-mail

Em duas edições diárias, um resumo das notícias mais importantes para começar e terminar o seu dia. É só deixar seu e-mail e pronto!

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos