Bolsas

Câmbio

Economia para pagar juros sobe 66% e atinge R$ 19,8 bi em abril

Da Redação, em São Paulo

O país registrou superavit primário de R$ 19,789 bilhões em abril, informou o Banco Central nesta quinta-feira. O número representa crescimento de 65,6% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando o superavit havia sido de R$ 11,95 bilhões.

Superavit primário é o quanto de receita os governos conseguem economizar. Esse dinheiro é usado para pagar os juros da dívida pública. Um exemplo desses juros é o valor que os investidores que compraram títulos do governo recebem como remuneração pela sua aplicação.

O desempenho em abril elevou o superavit acumulado no ano a R$ 24,698 bilhões, o equivalente a 2,30% do Produto Interno Bruto (PIB), e superou a meta para o quadrimestre, que era de R$ 18 bilhões.

Esse resultado divulgado hoje leva em conta a economia total feita pelo país, o chamado setor público consolidado, que inclui União, Estados, municípios e estatais.

Ontem, foi divulgado um número parcial, que era o superavit primário apenas do governo federal, chamado de governo central pelos técnicos (inclui só Tesouro, Previdência e Banco Central). Esses órgãos obtiveram em abril um saldo positivo de R$ 16,576 bilhões, após dois meses de resultados ficais negativos. O resultado do governo federal faz parte do superavit do setor público consolidado.

(Com informações da Reuters)

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos