Bolsas

Câmbio

Maioria das vendas é influenciada pela internet, aponta estudo

Da Redação, em São Paulo

A internet é a principal fonte de informação utilizada pelos brasileiros com acesso à web na hora de realizar uma compra. A conclusão faz parte de uma pesquisa realizada pelo Centro Avançado de Estudos e Pesquisas da ESPM (CAEPM) em parceria com o Ibope Inteligência.

Segundo a pesquisa, 46% dos entrevistados apontaram a internet como a principal fonte de informação na hora de eleger um produto. Em segundo lugar vem a categoria família e amigos, com 26%, seguida por TV (21%) e jornais e revistas (13%). Os entrevistados podiam citar mais de uma opção. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Principais fontes de informação na hora de comprar

Internet 46%
Família e amigos 26%
TV 21%
Jornais e Revistas 13%
  • Fonte: Centro Avançado de Estudos e Pesquisas da ESPM (CAEPM) e Ibope Inteligência.

O estudo, de abrangência nacional, ouviu 1.200 pessoas com acesso a web e mais de 16 anos de idade em novembro de 2009. Desse total, 1.047 disseram ter comprado, nos últimos seis meses, algum item de uma vasta lista de produtos que incluía carro, celular, computador, aparelho de mp3, livro, geladeira, entre outros.

Para o responsável pelo estudo, o pesquisador da ESPM Marcelo Coutinho, o principal motivo de a internet aparecer em primeiro lugar é o fato de ela oferecer mais fontes de informação ao consumidor do que os outros meios de comunicação.

"O internauta tende a fazer uma pesquisa mais completa. Ele vai atrás de mais informações sobre o produto no site da empresa ou nos portais. O que acontece em outras mídias, como televisão ou jornais, é que o consumidor precisa sair dela para buscar mais informação além da que ele vê no anúncio", analisa Coutinho.

Entre as pessoas que citaram a internet como determinante na hora de comprar, 41% disseram que o que mais influenciou foi o site do fabricante. Em seguida vem propaganda em portais (26%) e artigos e/ou matérias publicadas em portais (21%).

A pesquisa apontou que os jovens são mais influenciados pela internet. A faixa etária entre 25 e 29 anos foi a que mais mencionou a web, com 50% dos entrevistados.

"A tendência é que os jovens de hoje sejam os grandes consumidores do futuro. A importância no mercado de consumo dessa geração vai aumentar e as empresas globais vão começar a buscar mais a internet na hora de anunciar", prevê Coutinho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos