Bolsas

Câmbio

Brasil cai para 5º no ranking dos maiores juros reais do mundo

Do UOL, em São Paulo

Depois de ser, durante anos, o campeão dos juros reais entre as principais economias do mundo, o Brasil caiu agora para a quinta posição nesse ranking, com taxa de 1,8%. Os dados foram levantados pelo analista econômico da Cruzeiro do Sul Corretora / Apregoa.com, Jason Vieira.

O Banco Central anunciou nesta quarta-feira (29) que a Selic (taxa báxica de juros nominais) foi reduzida 0,5 ponto percentual, de 8% para 7,5%. A diferença entre 7,5% e 1,8% ocorre porque os juros reais descontam a inflação projetada para os próximos 12 meses.

"Com a continuidade do processo de cortes de juros e a pressão de alimentos nos índices de preços, a tendência do Brasil é se afastar cada vez mais das primeiras posições como país mais atraente aos investimentos em renda fixa no mundo", diz o analista.

Quem lidera o ranking é a China, com 4,1% de juros reais. Em segundo lugar está o Chile, com 2,4%. 

Na outra ponta, o país com as menores taxas de juros reais no ranking é Cingapura, com -3,8% ao ano. A segunda menor taxa é a da Venezuela, com -3,5%. Depois vem Turquia, com -3%.
 
A pesquisa de juros reais não inclui todos os países do mundo, mas 40 economias relevantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos