Brasil fecha acordo para compra de baterias antiaéreas da Rússia

O governo brasileiro fechou com a Rússia um acordo para começar oficialmente as negociações para a compra de equipamentos de baterias antiaéreas russas, com o desenvolvimento de novos produtos de defesa em associação entre os dois países em solo brasileiro.

O Brasil pretende comprar três baterias de defesa antiaérea do sofisticado sistema Pantsit S1 russo, e negociar a fabricação, no país, de mísseis já usados pelas Forças Armadas, disparados a partir do solo, por soldados.

O acordo assinado entre o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas brasileiras, general José Carlos de Nardi, e o diretor do Serviço Federal para Cooperação Técnica-Militar da Rússia, Alexander Fomin, prevê que as negociações para a compra de equipamentos de defesa antiaérea para proteção do território brasileiro sejam incrementadas a partir de março deste ano.

O documento também diz que haverá "transferência efetiva de tecnologia, sem restrições". É uma das principais compras do setor e começa a colocar em prática negociações que vem sendo feitas há pelo menos dois anos.

Em janeiro, quando visitou Moscou, o general de Nardi informou que o Brasil tem interesse na aquisição de três baterias de mísseis Pantsir-S1 de nível médio e duas baterias de mísseis Igla. A visita dele foi decidida logo após o encontro da presidente Dilma Rousseff com autoridades russas, em viagem oficial a Moscou. Dilma conheceu, lá, as linhas gerais do projeto de compra do armamento russo.

Apesar das restrições orçamentárias, o Brasil tem realizado compras de porte na área de Defesa, sempre exigindo como contrapartida a transferência de tecnologia. Na viagem de Dilma a Moscou, foi acertada a compra de 14 helicópteros russos para a Petrobras.

O país já comprou helicópteros e submarinos da França. Ainda não há decisão, porém, sobre um dos projetos mais caros envolvendo as Forças Armadas, a compra de caças para a Força Aérea, disputada entre França, Estados Unidos e Suécia.

(Murilo Rodrigues Alves e Sérgio Leo | Valor)

Últimas de Economia



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos