UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 11h18

Minicurso para você falar bem

Este é um minicurso para você treinar e aperfeiçoar sozinho suas habilidades de comunicação. Preparei um roteiro com respostas às perguntas mais comuns formuladas pelos alunos do nosso curso de expressão verbal. São questões que cobrem os aspectos mais relevantes da arte de falar em público. Acompanhe as orientações também pelos vídeos indicados no texto.

1 - Quando estou na frente do público parece que as mãos ficam enormes e sobram dedos para todos os lados. Como deverei gesticular?

Gesticular quando falamos em público não é muito diferente da gesticulação que usamos nas conversas mais informais com amigos , pessoas da família e colegas de trabalho. Se você fizer gestos diante dos ouvintes da mesma maneira como já faz nas conversas do cotidiano, com certeza irá acertar. Alguns conselhos que você poderá pôr em prática imediatamente para melhorar a gesticulação:

Faça gestos moderados, normalmente acima da linha da cintura e sem pressa de voltar com as mãos à posição de apoio. Esses cuidados farão com que a gesticulação diante da platéia seja muito parecida com a que você já está acostumado a usar e proporcionará um comportamento natural, espontâneo e expressivo. De forma objetiva e simplificada, a regra é procurar explicar com as mãos com moderação o que você está dizendo.

2 – Diante da plateia não vejo ninguém. Como devo olhar para o público?

Com o tempo o nervosismo diminui e você passará a ver as pessoas. Olhe para todos os lados da plateia. Gire o tronco e a cabeça para a esquerda e para a direita, de tal forma que além de enxergar os ouvintes, fará com que eles se sintam prestigiados com sua atenção.

3 - Como devo me posicionar diante do público? Posso me movimentar? Já li alguns livros que dizem que a movimentação é importante, e outros que afirmam que é melhor ficar parado. Afinal, quem está com a razão?
Se você ficar imóvel diante do público, dificilmente conseguirá interagir com os ouvintes. Por outro lado, se você se movimentar demais, ou sem objetividade, passará a imagem de alguém inseguro, hesitante e sem convicção.

Por isso, posicione-se naturalmente sobre as duas pernas, dando equilíbrio ao corpo e procure se movimentar quando houver alguma finalidade, como aproximar-se de uma parte da platéia que começa a ficar desatenta, para que voltem a prestar a atenção; ou para dar ênfase a determinadas informações que julgar relevante.
4 - Não gosto de ouvir minha voz gravada e não sei como usá-la com eficiência.

Algumas pessoas não gostam mesmo de ouvir a própria voz gravada. Isso ocorre porque quando falamos ouvimos a voz pela ressonância óssea dentro da nossa cabeça. Entretanto, a voz gravada é propagada por ondas no ar e, por isso, muito diferente daquela que ouvimos quando falamos.

Acostume-se com sua própria voz gravada, pois com o tempo irá se familiarizar com ela e perceberá que se trata da mesma voz que está habituado a ouvir quando está falando.

5 – O que posso fazer para melhorar a dicção?

Para melhorar a dicção faça exercícios diários de leitura em voz alta com duração de dois a três minutos. Pegue um texto qualquer, pode ser um artigo de jornal ou de revista, e faça a leitura colocando um obstáculo na boca, como o dedo dobrado, preso entre os dentes, como se estivesse com raiva - sem forçar (a idéia da raiva é só para mostrar como o dedo deve ficar dentro da boca).

6 – Qual o volume de voz apropriado?

O volume da voz deverá ser de acordo com o ambiente onde você se apresenta. Para aprender a adequar o volume da sua voz faça o seguinte exercício: ponha um gravador no fundo da sala e pronuncie algumas frases para verificar se o ouvinte que estaria na mesma distância em que se encontra o aparelho de gravação ouviria sua voz.

7 – E a velocidade da fala?

Se você falar muito rápido ou muito devagar, faça exercício de leitura de poesia em voz alta para desenvolver uma boa velocidade e um ritmo mais agradável, isto é, alternar o volume da voz e a velocidade da fala.

8 – Como posso melhorar o vocabulário?

A melhor atitude para que você tenha um bom vocabulário é falar diante dos ouvintes da mesma maneira como você se expressa quando conversa com os familiares e amigos. Esse comportamento ajudará a tornar o vocabulário mais fluente.

Um bom exercício para desenvolver o vocabulário é ler textos de revistas ou jornais com uma caneta na mão. À medida que surgirem palavras diferentes ou outras de que não tenha muita certeza do significado, anote o termo e depois consulte o dicionário. Assim que aprender uma nova palavra passe a utilizá-la nas próximas conversas ou nas redações que fizer. Dessa forma será mais fácil fixá-la.

9- Como devo agir para planejar bem uma apresentação?

Conte sobre o que irá falar. Esclareça o problema que pretende solucionar. Apresente a solução do problema com apoio de estatísticas, pesquisas, exemplos e comparações. Se julgar conveniente, conte uma história como ilustração. Rebata as possíveis resistências dos ouvintes. Encerre pedindo que reflitam ou ajam de acordo com sua proposta.

10 – Como devo fazer a introdução?

Antes saiba o que deve ser evitado na introdução: começar contando piadas, pedindo desculpas por problemas físicos ou pela falta de conhecimento sobre o assunto e tomar partido de um assunto logo no início quando pelo menos uma parte da platéia pensar de maneira diferente.

Inicie elogiando com sinceridade os ouvintes, para conquistar a simpatia da platéia; contando uma pequena história interessante, que tenha ligação com o assunto; levantando uma reflexão que instigue as pessoas; mostrando os benefícios que o público terá ouvindo a mensagem.

SUPERDICAS DA SEMANA

- Faça gestos que correspondam ao ritmo e à cadência da fala
- Olhe para todos os lados da plateia
- Procure falar em público com o mesmo vocabulário que usa no dia a dia
- Alterne o volume da voz e a velocidade da fala
Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema: "Como falar corretamente e sem inibições", "Oratória para advogados e estudantes de direito" e "Superdicas para falar bem" (também em audiolivro), publicados pela Editora Saraiva.
Reinaldo Polito

Reinaldo Polito é mestre em ciências da comunicação, palestrante e professor de expressão verbal. Escreveu 19 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares

Site: www.reinaldopolito.com.br
e-mail: polito@uol.com.br

Hospedagem: UOL Host