UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

29/06/2009 - 16h00

Conheça os quatro passos para um líder formar o seu sucessor

SÃO PAULO - Assim como os pais procuram sempre indicar o melhor caminho para os seus filhos, mostrando os comportamentos mais adequados e incentivando-os a aprender, o líder precisa preparar alguém da sua equipe para ocupar o seu lugar no futuro.

Partindo desse pressuposto, os líderes eficazes, de acordo com o livro "O Código da Liderança", de Dave Ulrich, Norm Smallwood e Kate Sweetman*, são aqueles que ajudam os empregados a aprender e a crescer por meio de coaching, de apoio e de vibração com o sucesso dos seus subordinados. Assim, os gestores precisam trabalhar para que haja correspondência entre as pessoas de hoje e os cargos de amanhã, a fim de garantir a sustentabilidade do sucesso da empresa.

Força de trabalho

O primeiro passo para um líder ter sucesso profissional, e também promover a ascensão dos seus colaboradores, é definindo qual é a pessoa mais indicada para executar determinada função. Para isso, o trabalho precisa ser dividido em três funções: as críticas, de apoio e as transacionais.

A função crítica é para aqueles profissionais cujo impacto do seu trabalho influencia diretamente no desempenho da empresa, como os executivos seniores. Para realizar bem o trabalho, quem exerce a função crítica necessita de um apoio, aqueles profissionais conhecidos como "o braço direito" da organização. Já fechando o ciclo, estão as funções transacionais, os cargos com maior número na companhia que são essenciais para manter a produtividade. Com os cargos definidos, o líder deve revisar regularmente os planos de formação da sua equipe de trabalho.

Criar uma marca

Ao ter interesse em desenvolver talentos futuros, o gestor precisa criar uma "marca do empregado" a partir da identidade da empresa. Assim, a identidade da empresa com os clientes deve reproduzir a identidade do líder com os empregados. Por exemplo: se a empresa fabrica artigos esportivos e sempre vende seus produtos partindo da ideia de que praticar esportes é sinônimo de vida saudável, não podem trabalhar nessa companhia pessoas que odeiam praticar esportes e não acreditam em seus benefícios na vida das pessoas.

Por isso, o líder precisa fazer uma análise cuidadosa do seu próprio comportamento para ver se ele está incorporada à sua vida a marca do empregado que defende e articula para a empresa, ou seja, o gestor precisa praticar o que prega para que os outros o sigam.

Dessa forma, ao construir uma marca do empregado, o líder assume um compromisso com os atuais e futuros empregados sobrem como eles devem esperar ser tratados no trabalho.

Administrar carreira

Outra tarefa delegada ao líder é que esse ajude os seus profissionais a terem um desenvolvimento nas suas carreiras. Então, uma conversa sincera e positiva sobre o que cada empregado pode esperar de sua carreira é a priori.

Para auxiliar nessa jornada, o líder pode planejar e explicar para a sua equipe quatro estágios de carreira: o primeiro será composto por profissionais que irão trabalhar com o auxílio e o comando de pessoas mais experientes na área. Logo, os profissionais nesse estágio nunca fazem um trabalho sozinho, mas realizam tarefas que complementam um projeto maior.

No segundo estágio os profissionais começam a desenvolver trabalhos sozinhos, assumindo a responsabilidade por determinado setor da empresa. Em seguida, o funcionário passa para o terceiro estágio, no qual ele participará da empresa sugerindo novas ideias e projetos para o líder, sendo assim um futuro gestor. Já o quarto estágio é composto por aquelas pessoas que representam a empresa tanto internamente quanto externamente.

Gerando talentos

Investir em talentos futuros é uma das metas do líder, logo tudo que estiver ao seu alcance para desenvolver tecnicamente e profissionalmente os seus colaboradores ele deve fazer, como oferecer o auxílio de um coach, delegar e dar poderes e compartilhar os incentivos, isto é, oferecer para esses profissionais oportunidades para aprender e crescer, para que eles estejam preparados quando surgirem oportunidades de liderança.

Por último, o líder precisa auxiliar no desenvolvimento da rede social de sua equipe, criando um ambiente de trabalho no qual todos se ajudam.

*Reportagem baseada no livro "O Código da Liderança" dos autores: Dave Ulrich, Norm Smallwood e Kate Sweetman

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host