UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/07/2009 - 16h18

Os perigos para quem trabalha muito tempo sentado

SÃO PAULO - Ao longo do dia, pessoas que trabalham sentadas acabam relaxando. Elas não encostam na cadeira, ficam na borda do assento, em cima das pernas, inclinadas demais...E o resultado disso são problemas de saúde.

Apesar de ser mais confortável ficar sentado sem tomar alguns cuidados, essa posição pode trazer malefícios. "Em geral, as pessoas expõem-se a riscos que desconhecem, seja por sentar em uma posição inadequada, seja por não saber regular a sua cadeira no ambiente de trabalho", disse o diretor do Sefit (Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho), Alison Alfred Klein.

De acordo com ele, a falta de cuidado com a postura pode causar dores lombares, degeneração dos discos intervertebrais, dores de cabeça tensionais, problemas circulatórios, artrite na região vertebral, desigualdade na altura dos ombros e bursite.

O ideal

A postura ideal, com a cabeça elevada, joelhos dobrados a 90º e pés apoiados no chão, é alvo de muitas reclamações dos profissionais. Apesar de não ser fácil manter essa postura, ela deve ser buscada. "A sugestão é que se alterne entre a postura ideal e outras não tão saudáveis, mas sempre voltando à primeira. Assim, o corpo não é tão prejudicado", orientou o diretor do Sefit.

Mas, para alcançar a postura ideal, é preciso observar a mobília que se está usando, a qual deve estar adequada para cada indivíduo.

A cadeira, por exemplo, deve ter encosto e alturas ajustáveis, permitindo que o funcionário apoie seus pés no chão, e a mesa deve estar próxima o suficiente para que os braços fiquem apoiados sem ser necessária inclinação.

"Nunca se deve manter longe do alcance das mãos algo que se use com frequência, como também não se deve sentar na beirada da cadeira com as pernas cruzadas e inclinar-se para digitar", ressaltou Klein.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host