UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/07/2009 - 10h50

Pesquisa revela que maioria dos profissionais de TI atua há mais de 10 anos na área

SÃO PAULO - Uma pesquisa encomendada pela Impacta Tecologia à MBI (Mayer &Bunge Informática) revelou que 75,8% dos profissionais de TI (Tecnologia da Informação) entrevistados atuam nesta área há mais de dez anos. Já 12,8% possuem de oito a dez anos de experiência neste segmento e menos de 1% entraram na área há um ano.

Além disso, quando questionados sobre quanto tempo estes profissionais trabalharam em áreas não relacionadas à TI, 42% dos profissionais consultados revelaram que atuaram em outro setor por, no máximo, cinco anos, antes de migrarem para TI. Outros 31% revelaram que nunca trabalharam em outra área.

"O setor de tecnologia evoluiu muito nos últimos anos no Brasil e o mercado se tornou mais exigente nas contratações. Contudo, o número de novos especialistas ingressando no mercado de TI não tem sido suficiente para suprir o déficit de mão-de-obra no setor, que chega a 100 mil profissionais, conforme levantamento de 2008 do Ministério do Trabalho", conclui o presidente do grupo Impacta Tecnologia, Celio Antunes.

A pesquisa sobre o perfil do profissional de TI foi aplicada em cem empresas de diferentes segmentos instaladas no País, pertencentes à base de clientes da MBI. O estudo teve como objetivo avaliar questões como o tempo de atuação profissional no mercado, escolaridade, tipo de regime de trabalho e domínio de idiomas.

Mercado exigente

Outra constatação da pesquisa é que o mercado de TI está mais exigente na hora de contratar funcionários. Em um levantamento anterior, realizado no ano de 2001, 22% dos profissionais que atuavam na área possuíam o ensino médio. Atualmente, este percentual é de 6%. Por outro lado, na pesquisa atual, 31% dos profissionais entrevistados afirmaram possui o ensino superior, ao passo que 9% revelaram que ainda não concluíram a graduação.

"O mercado exige cada vez mais, além da educação formal, o domínio completo da tecnologia e certificações reconhecidas. Isso tem resultado em uma corrida e disputa das empresas por profissionais de TI qualificados", diz o diretor do MonsterBrasil.com, Rodolfo Ohl.

Quanto ao domínio de línguas estrangeiras, 94,6% dos entrevistados revelaram que dominam o inglês. O espanhol é o segundo idioma estrangeiro de domínio dos profissionais de TI, já que 40,9% disseram que têm conhecimento avançado nesta língua. O italiano é dominado por 5,4%; o francês por 4,7% e o alemão, por 2%.

Carreira

Com relação ao número de empresas que os profissionais de TI entrevistados atuaram ao longo de suas carreiras, o estudo mostra que 65,8% dos consultados passaram por duas a cinco companhias no máximo. Outros 21,5% afirmaram que estiveram empregados em uma única companhia.

Sobre o tempo de ocupação do cargo atual, 52,4% dos profissionais entrevistados disseram que o tempo médio de espera por uma promoção foi de no mínimo cinco anos. Já 23,4% dos profissionais consultados com mais de dez anos no mercado receberam promoções nos últimos dez anos.

O estudo também mostra que 70% dos profissionais entrevistados são contratados em regime de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), os outros 30% se dividem entre profissionais autônomos, microempresas e terceirizados.

Lazer

Quando questionados sobre o uso do tempo livre, 56% dos profissionais de TI consultados disseram que gostam de sair com a família; outros 53% preferem viajar e 37,6% gostam de praticar esportes. Vale ressaltar que a soma destas respostas ultrapassa os 100% porque foi permitido que o profissional escolhesse mais de uma opção.

Além disso, 31,5% dos profissionais entrevistados afirmaram que utilizam a internet como atividade de lazer nos tempos livres. Este percentual é maior do que aqueles que preferem sair com os amigos (26,2%).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host