UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

15/07/2009 - 08h50

Usa muito o telefone no trabalho? Veja como evitar problemas de saúde

SÃO PAULO - O uso do telefone no ambiente de trabalho possibilitou a otimização de tempo na rotina de diversos profissionais. Porém, utilizar este aparelho, com bastante frequência, por um longo período, pode trazer problemas de saúde.

De acordo com o médico otorrinolaringologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Manuel de Nóbrega, o uso excessivo do telefone por profissionais pode causar problemas à saúde. "O profissional que utiliza muito o telefone pode desenvolver um trauma acústico que causa uma dificuldade para ouvir e também problemas de voz, como rouquidão, pigarro e tosses contínuas", exemplifica.

Telefone e os problemas auditivos

Na opinião do médico, o problema do uso contínuo do telefone pode ser amenizado, se o profissional evitar o uso de fones de ouvidos ao utilizar o telefone, dada a possibilidade de ele desenvolver problemas de audição, ficando com dificuldades de escutar.

Se não houver jeito, pois o profissional precisa usar fones, o médico aconselha que a pessoa busque um fone confortável e que cubra todo o seu ouvido, assim ele evita o contato interno do fone com o ouvido.

Além disso, Nóbrega aconselha que o profissional procure fazer as suas ligações em um ambiente silencioso e também conte com um serviço telefônico de qualidade, no qual não haja problemas de ruídos ou interferências.

Telefone e os problemas vocais

No caso da voz, o médico aconselha que os profissionais devem procurar falar normalmente, sem gritar e sem sussurrar. Outra medida que deve ser tomada é evitar a exposição ao ar-condicionado. Além de tomar cuidados simples, como se hidratar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas ou de bebidas geladas e não fumar.

Se o profissional trabalhar em áreas que exigem o uso contínuo da voz, como é o caso dos teleatendentes, o médico indica que este profissional procure um fonoaudiólogo, que irá orientá-lo, indicando alguns exercícios vocais para amenizar este problema.

Telefone e os problemas posturais

Outro tipo de problema de saúde que o profissional pode desenvolver com o uso contínuo do telefone, segundo Luiza Cruz, professora de Educação Física e coordenadora do Prêmio Nacional de Qualidade de Vida -ABQV (Associação Brasileira de Qualidade de Vida), se refere à postura.

"Por ter o costume de usar o telefone de um lado só, a tendência é que a pessoa apoie o telefone entre o ouvido e o pescoço. Ao ter esta atitude, por um longo período, o profissional pode ficar com torcicolo ou com problemas posturais".

Para diminuir este problema, Luiza aconselha que o profissional atenda o telefone ora usando o ouvido direito ora usando o esquerdo, além de trocar de lado quando a ligação for longa. Outra maneira de evitar problemas posturais é atender algumas ligações em pé, para manter a postura ereta. Por fim, recomenda-se fazer alongamentos durante o dia.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host