UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

04/08/2009 - 15h51

Departamentos financeiro, de marketing e RH devem agir juntos para vencer a crise

SÃO PAULO - Segundo a ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos), em tempos de crise, algumas organizações podem transformar esse cenário em oportunidade se mudarem o foco de sua administração, no lugar de pensarem em resultados imediatos a qualquer preço. O lema deve ser resultados sustentáveis.

"Quando os profissionais financeiros começam a inflar resultados a curto prazo ancorados nos ativos das empresas, como vimos em muitos casos de empresas em dificuldades, o resultado é um colapso total que leva à destruição de valor, ao fim de empresas e ao desemprego", explica o presidente do IMD (Leading Global Business School), escola de negócios suíça, Jonh Wells. Para ele, o poder das áreas financeiras de ditar o futuro das organizações precisa ser revisto.

O papel do RH

Ainda de acordo com a ABRH, uma forma de se alcançar o futuro sustentável é focando na gestão de pessoas, uma área que consegue trabalhar com vários focos da empresa pensando nas questões atuais e no futuro.

Em uma empresa em que o ambiente é colaborativo, no qual existe confiança e cooperação de toda a equipe, todos vencem: o funcionário graças à possibilidade de crescimento profissional, e a empresa, que conta com uma mão-de-obra motivada, o que facilita seu fortalecimento no mercado.

O consultor de empresas, Artur Marinho de Medeiros, complementa afirmando que se a mudança é conduzida por uma única pessoa ou por um grupo restrito de administradores, as dificuldades podem aparecer.

"Há duas áreas que precisam estar conectadas com os desafios da velocidade de mudança: recursos humanos e marketing. Se estas áreas não estiverem olhando para o futuro, o devir (mudanças) mercadológico, para as demandas dos clientes e para as mudanças que a empresa precisa empreender, há risco de ineficácia e envelhecimento da estratégia e, como consequência, de envelhecimento da própria empresa".

Liderança

A sustentabilidade da empresa também depende, de acordo com a ABRH, de uma liderança mobilizadora e responsável, cuja gestão saiba alcançar o comprometimento dos funcionários e, ao mesmo tempo, que traga resultados positivos.

Segundo a entidade, a liderança responsável tem o papel de equilibrar as pressões por resultados, a competitividade e o imediatismo da empresa para alcançar resultados no longo prazo.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host