UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

10/08/2009 - 16h04

Carreira prestigiada não é a que oferece fama e salário alto, revela pesquisa

SÃO PAULO - Uma pesquisa realizada pela Harris Interactive revelou que as pessoas não consideram uma carreira de prestígio aquela que oferece fama e salários altos.

O fato se mantém constante, de acordo com a Harris Interactive, nas últimas duas décadas. Ao final da lista das carreiras mais prestigiadas, estão aquelas que oferecem fama ou com grande potencial de salários altos.

Na pesquisa realizada neste ano, com 1.010 norte-americanos, entre os dias 8 e 13 de julho, os bombeiros estão na primeira posição entre os profissionais mais prestigiados, com 62% das pessoas entrevistados que disseram que a profissão é bastante apreciada.

Na sequência, estão cientistas, com 57% que disseram que esses profissionais são muito prestigiados, médicos (56%), enfermeiras (54%), professores e militares (51%).

Profissões menos prestigiadas

Em um ano de crise econômica mundial, não era de se esperar que a população prestigiasse os profissionais que trabalham com a administração de recursos.

A pesquisa mostrou que apenas 5% dos entrevistados prestigiam muito os corretores imobiliários, enquanto 11% apreciam os contabilistas e 13%, os corretores de ações. A maioria dos entrevistados acredita que essas profissões não tem nenhum ou só um pouco de prestígio.

Mudanças

Algumas profissões foram mais prestigiadas neste ano, na comparação com o ano passado, como a de executivo de negócios, que subiu seis pontos para 23% dos entrevistados que disseram que essa carreira é muito prestigiada; e os militares, que subiram cinco pontos para 51%.

Os profissionais que perderam prestígio, em um ano, foram os fazendeiros, com menos cinco pontos para 36% dos entrevistados que disseram que essa carreira é muito prestigiada; e os contabilistas, que caíram quatro pontos para 11%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host