UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

04/09/2009 - 15h51

Saiba mais sobre os programas de mentoring

SÃO PAULO - Empresas mais inovadoras já estão adotando o processo de mentoring no Brasil. Nele, um profissional mais experiente dentro da companhia acompanha o trabalho de um outro, seja ele novato ou não, com o objetivo de aprimorar o conhecimento do aprendiz ou até mesmo para programar uma sucessão.

De acordo com a diretora-executiva da Top Mind, Sandra Maura, normalmente, os programas de mentoring são de longo prazo, podendo durar mais de um ano. "São vários encontros entre mentor e aprendiz, que têm uma pauta a cumprir", afirmou, sobre o momento em que são estabelecidas metas e um plano de ação, porque o mentoring não é só um bate-papo.

No programa, porém, é preciso muita confidencialidade entre mentor e aprendiz, para que seja feito com ética e dedicação. "Eles terão pelo menos 12 encontros em um ano e, neste período, não se fala só do que é técnico", ressaltou Sandra. É preciso também trabalhar com questões comportamentais neste momento.

Os problemas do mentoring

A área de Recursos Humanos deve sempre acompanhar este programa, mas também pode ter ajuda de outros setores da empresa e até mesmo de uma consultoria externa, para análise dos resultados obtidos com a iniciativa. "O RH deve sempre monitorar", ressaltou Sandra, para quem o programa deve ser adotado com muita ética e cuidado.

Mesmo porque, em determinadas situações, pode ser percebido pouco empenho por parte do aprendiz e todo o tempo dedicado ao programa não surte resultado. Quem sai prejudicado é o profissional que não soube aproveitar o momento de aprimoramento e que ainda pode ficar com a imagem prejudicada na empresa.

Já do lado do mentor, também existem problemas. Um deles é a insegurança em perder seu lugar para o aprendiz. "É possível que aconteça essa situação, por isso, a empresa tem de ter transparência na proposta, para o mentor saber o que ele vai fazer depois do processo", ressaltou.

O mentor também deve ter em mente que o benefício é para ele também, porque, se está preparando alguém para subir na hierarquia da empresa, ele pode ter a mesma oportunidade.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host