UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/09/2009 - 13h50

Empresas se preparam para contratações: confira onde estão as vagas!

SÃO PAULO - A fase de demissões por conta da crise econômica mundial parece ter passado. Com os estoques ajustados e o mercado doméstico aquecido, as indústrias estão se preparando para a temporada de contratações.

Com isso, em agosto, o número de vagas no mercado de trabalho aumentou 16,3%, ante o mês anterior. As indústrias do segmento automobilístico, siderúrgico, eletrodoméstico e calçadista realizaram contratações significativas, segundo pesquisa da Ricardo Xavier Recursos Humanos.

"Depois de enfrentarem uma forte queda nas vendas no primeiro semestre, as empresas estão mais otimistas em relação aos próximos meses", destacou o presidente da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Hélio Terra.

Profissionais mais procurados

Segundo a pesquisa, no mês de agosto, foram registradas 2.057 novas vagas. Destas oportunidades de emprego, 21% foram destinados para os engenheiros. Confira o ranking:


  1. Engenharia: 21%;
  2. Administração de Empresas: 14%;
  3. Ciências Contábeis: 8%;
  4. Economia: 4%;
  5. Publicidade, Propaganda e Marketing: 2%;
  6. Psicologia: 2%;
  7. Direito: 2%;
  8. Análise de Sistema: 1%;
  9. Comércio Exterior: 1%;


Para 40% das vagas, não houve graduação específica, exigindo-se apenas o Ensino Superior. Já as áreas que mais abriram vagas foram:


  1. Comercial: 14%;
  2. Financeira: 12%;
  3. Engenharia: 10%;
  4. Recursos Humanos e Administração: 7% cada;
  5. Tecnologia da Informação e Industrial: 5% cada;
  6. Marketing, Jurídica e Suprimentos: 3% cada;
  7. Logística, Qualidade e Saúde: 2% cada.


  8. Perfil das empresas e regiões

    No oitavo mês do ano, as empresas brasileiras foram responsáveis por 81,8% das ofertas de emprego no País. Já as empresas multinacionais disponibilizaram 18,2% do total de oportunidades no mercado de trabalho.

    O levantamento também constatou que São Paulo e Grande SP ofereceram 26% das oportunidades de emprego do País em agosto. Logo em seguida, aparecem Rio de Janeiro (19%), Minas Gerais (16%), Bahia (12%), Campinas e algumas cidades de seus arredores (12%), Rio Grande do Sul (8%) e Paraná (7%).

    A pesquisa foi realizada com aproximadamente 1,5 mil empresas da base de dados da consultoria no período de 1° a 31 de agosto.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host