UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 13h59

Trabalhadores informais representam 8% da população do estado de SP

SÃO PAULO - O contingente de trabalhadores informais do estado de São Paulo equivale, atualmente, a cerca de 3,481 milhões, ou 8% da população paulista, segundo dados da pesquisa do Sebrae-SP intitulada Perfil do Candidato a Empreendedor Individual do Estado de São Paulo.

O número, de acordo com o levantamento, representa 18% dos 19,2 milhões de informais atuantes em todo o País. Somente na capital paulista, 1,056 milhão de pessoas trabalham por conta própria, sendo que este percentual corresponde a 30% do total do estado.

Onde estão?

O estudo do Sebrae-SP identifica como trabalhador informal aquela "pessoa que trabalha em seu próprio empreendimento, explorando uma atividade econômica sem ter empregados, individualmente ou com sócio, com auxílio ou não de trabalhador não-remunerado".

A maior parte deles (28%) trabalha no setor de Comércio e Reparação e a menor parcela atua no setor Agrícola, 4%. Outros 26% estão no setor de Serviços, 17% na Construção Civil, 15% na Indústria de Transformação e o restante (10%) está dividido em outros segmentos.

Por tipo de ocupação, tais trabalhadores se apresentam da seguinte maneira: produção de bens e serviços e de reparos e manutenção (40%), vendedores e prestadores de serviços do comércio (21%), trabalhadores dos serviços (15%), profissionais das ciências e das artes (10%), técnicos de nível médio (10%), trabalhadores agrícolas (4%) e outros (1%).

Outras características

Ainda de acordo com a pesquisa, no que diz respeito aos anos de estudo, 56% têm até oito anos, 28% possuem de nove a 11 anos de estudos, 12% apresentam 15 anos ou mais e 4%, de 12 a 14 anos.

Além disso, 26% contribui para a Previdência, contra 74% que não o fazem.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host