UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/11/2009 - 13h57

Ter a carreira nas próprias mãos é a chave do sucesso, diz especialista

SÃO PAULO - Entender, esperar, segurar a ansiedade. Todos estes conselhos devem fazer parte da lista de quem quer alcançar o sucesso na carreira escolhida. Porém, o mais importante deles é ter a carreira nas próprias mãos, segundo análise da consultora de Carreiras da Career Center, Adriana Néglia.

"Conduzir sua própria carreira e não deixá-la nas mãos da empresa em que trabalha é essencial para ser bem-sucedido", diz.

Planejamento e observação

Além disso, alerta ela, é extremamente importante que a pessoa faça um planejamento da carreira, contendo objetivos e prazos para alcançá-los.

Adriana argumenta ainda que o funcionário não deve ser acomodado, ele precisa ter foco e saber observar a situação.

"Hoje em dia, é muito comum as pessoas ficarem dois, três anos em uma posição, sinalizarem que estão preparadas para assumir novas responsabilidades, aguardarem um período para ver qual a posição da empresa e, mesmo assim, a empresa não consegue atender este funcionário, sendo que, muitas vezes, até traz pessoas de fora para assumir tal posição. Nestes casos, por exemplo, talvez seja a hora de buscar oportunidade fora".

Outras atitudes

A consultora destaca também outras atitudes que fazem a diferença na hora de trilhar o caminho para o sucesso, como o bom relacionamento, tando dentro como fora da empresa; a inciativa e a boa produtividade.

Ter equilíbrio emocional e autoconfiança também facilitam o caminho da vitória, assim como a organização e a criatividade. "É imprescindível ter autoconfiança para se sentir seguro no trabalho, e também equilíbrio emocional, pois é importante reagir rapidamente diante de situações adversas".

Por outro lado, Adriana alerta que algumas atitudes podem atrapalhar o candidato a uma carreira bem-sucedida. Uma delas, diz, é a pressa, observada especialmente nos jovens. "A pessoa tem de saber observar. Pular etapas atrapalha e até pode fazer com que a pessoa volte alguns passos neste caminho".

No mais, afirma, atitudes como autoritarismo, inflexibilidade e falta de humildade também são malvistas nas empresas e merecem atenção.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host